4 de fevereiro de 2009


algumas noites são tão difíceis que só com um thelonius e muita stolichnaya...

Um comentário:

Alexandre Carvalho dos Santos disse...

Seus dedos mal cabem entre as teclas, ele toca de cima, sem medo de errar, e improvisa as desilusões do fim da noite.

Ótimo post. Ainda bem que vi à tarde e sem bebida ao lado.